quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

INTENSOS - Até que a vida os separe


Segundo ele, ela havia sido a pior mulher de sua vida (e já haviam sido muitas as "amigas" e aventuras).
Pra ela, ele havia sido O homem mais "misterioso" que ela já tinha desejado.
Encontraram-se entre letras sensuais e desejos comuns, cada um munido do seu próprio manual de prazer.
Ela, amante da intimidade, gulosa por desvendar os pensamentos por trás dos desejos expostos.
Ele, perpetuador de frases e movimentos conhecidos e repetidos com cada mulher e amiga que comia.
Ela olhava profundamente aqueles olhos grandes e queria acreditar que havia "algo mais" por trás do homem-manual-vibrador. Gostava de ouví-lo falar, achava graça de suas certezas forjadas e idealizava nele uma projeção masculina mais requintada, um espelho-macho dela mesma.
Ele, via nela apenas mais uma presa, uma conquista debochada, uma mulher pra contabilizar em suas historinhas pessoais e, quem sabe, mais uma "amiga" pra constar nos manuais...

Projetaram-se, usaram-se, trocaram juras amorosas, vida, cama e muitas farpas. Eram pessoas que usavam facas na língua... sensuais, atrevidos e quentes. Intensos.

Curtiram bobagens, devoraram-se em lugares variados, seduziram-se além dos corpos e destruíram entre putarias, o melhor do encontro. Ainda assim, desejavam-se... Uma eletricidade de corpos, um desafio constante, desejo, sexo, medo, intimidade. Tudo muito próximo, misturado, perdiam-se entre si.

Ele, apesar de ser o vibrador amigo de muitas mulheres, não era capaz de intimidades diárias, mal conhecia o corpo de uma mulher além do sexo. Havia se especializado em ser macho somente pra uso específico.

Ela, tinha alma de loba, amava detalhes, olhares, respirações, transpirações, palavras e tinha um prazer especial em conhecer cada detalhe íntimo dele... pêlos, cheiros, sabores, desejos...vontades.

Encontraram-se por acaso, conviveram, apreenderam-se, misturaram-se e perderam-se.

Ela, a pior mulher de sua vida, apenas mais uma na lista de conquistas esquecidas.
Ele, perpetuado dentro dela.